Buscar
  • Meu Segundo Lar

Uma breve história da expectativa de vida

Em um século, a expectativa de vida no Brasil saltou de 33 para 77 anos. E o aumento na longevidade deixa claro qual é o próximo desafio da medicina: vencer as enfermidades mentais associadas à idade avançada.


No início do século 20, quando a expectativa de vida era de 47 anos nos países industrializados e de 33 no nosso, o que mais matava eram as doenças infecciosas: pneumonia, tuberculose, gastroenterite.



O desenvolvimento de vacinas e antibióticos, além de condições mais humanas de saneamento básico, foi baixando a bola das doenças infecciosas ao longo do século passado. E em 1960 a expectativa de vida tinha saltado para 52 anos por aqui (e 69 nos países ricos).


Foi aí que as doenças cardiovasculares e vários tipos de câncer passaram a ser os grandes desafios a longo prazo da medicina.


Mas essa é outra guerra que está sendo vencida. Nos EUA, que mantêm dados históricos precisos, o número de mortes por doenças cardiovasculares caiu de 800 para cada 100 mil habitantes na década de 1960 para 200 hoje. Um tombo de 75%.


Fonte: Revista Super Interessante


Leia a matéria completa em: https://super.abril.com.br/coluna/alexandre-versignassi/uma-breve-historia-da-expectativa-de-vida/

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo